quinta-feira, 31 de maio de 2012

Tá tudo tão fudido
E a luz que aparecia
Agora vai se esvaindo
A máscara está por um triz
E pela primeira vez
É sério...

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Despertar

Os olhos dançantes esperam algo
Uma mudança surpreendente,
Um trago, uma merda qualquer.
Mas o trapo vai levando a vida
Sem rever passado nem pensar na frente
Ou talvez pense demais...

A grande vantagens de não se esperar nada
É que qualquer coisa é tudo.

Uma mentira alucinada
Não aprende, regride
O caminho se perdeu
O norte aponta para o sul
E o sul , por sua vez,
Aponta para o leste
Numa possibilidade infinita
De futuros inacabados

O gosto doce permanece na boca
Uma lembrança que segura firme
Para não deixar-se perder
No mar de dúvidas e surtos psicóticos
Que insistem em aparecer
Nos momentos mais aleatórios
Não pode evitar,
O sorriso lhe traz um que de insanidade

Espalha pra lá e para cá sem destino certo
Ensina e aprende sem saber de nada no final
Na realidade o que importa é ...
Não sei, talvez seja esse o problema
Afinal uns são filhos da puta
E outros não
Afinal, quem pagará pelo meu pão?

É hora de realidade, mesmo que tardia!
É hora de acordar dos sonhos
Pois o despertador toca faz tempo

terça-feira, 22 de maio de 2012

Quando o mais importante é apenas trocar umas palavras, uma idéia, uma música. Uma lembrança de que não foi um sonho... A simplicidade de um dia vazio que se preenche no final.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Noite

O café esfria parado na mesa enquanto espero o mundo girar. Não me bastam mais as aventuras alheias, chegou a hora de ter minha propia viagem, meus sonhos, minhas esperanças... Ali do lado, pela janela passou o mundo em procissão procurando luz no meio do caos, mas meu abajur se escondeu por trás das cortinas e eu vejo-os passando desesperados sem saber o que fazer. O cachorro olha com olhar de criança preocupada, sabe que algo esta errado, mas não sabe o que e. Mais uma noite nasce vazia, sem esperança de ser bela, mais uma noite morta por covardes perdidos que não sabem o que fazem, apenas fazem. O ultimo trago, a ultima volta do relógio . Podem rezar por um alvorecer maravilhoso, apenas não se sintam culpados... As chamas se apagaram e o combustível se foi. A escuridão se fez valer nada pode ou deve ser feito. Melhor dopar a noite, ela será longa e sonolenta

quinta-feira, 17 de maio de 2012

No instante entre um piscar de olhos a música toca baixa no meu ouvido, o som cresce até ficar insuportável, até os olhos fecharem-se por completo. O relógio marca horas e minutos impensáveis e nada está importando muito no meu sonho da madrugada. O cheiro doce da sua pele me invade as narina e me entorpece como nenhuma droga jamais conseguiu, me entrego às lembranças e caio na cama vazia que espera por companhia. Uma noite vazia com lembranças e poesias esfumaçadas.

sexta-feira, 11 de maio de 2012

O merda é descobrir que o problema é você e não os outros...

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Foda-se a polícia!

Esse final de semana estive na marcha da maconha. A marcha é um protesto como outro qualquer, um direito que o STF garantiu à população (apesar de que na minha opinião não era preciso que o STF falasse isso, para mim o direito de protestar é garantido e foda-se, mas enfim...) A marcha acontecia bem, com 10.000 cabeças cantando e protestando pacificamente por uma mudança na lei, eis que surge a polícia...
 Eu estava na frente , bem onde aconteceu a confusão. Antes mesmo de começarem as bombas de efeito moral os "senhores da lei" ameaçavam a todos com Spray de pimenta, eles chegaram com armas na mão nitidamente com a intenção de arrumar uma confusão e acabar com a festa, afinal de contas onde já se viu juntar 10.000 maconheiros e falarem que maconha é bom. A única movimentação dos manifestantes para com a polícia foi de vaiar e gritar em coro "maconha é uma delícia" , agora, se acham que isso os dá o direito de tacarem bombas e distribuírem tiro para todos os lados, se realmente acham isso precisam de internamento psiquiátrico já.
 Depois de explodirem a primeira bomba eles ficaram cada vez mais violentos, spray de pimenta na cara dos manifestantes, porretada em quem estivesse na frente, apontavam lança granadas e armas na direção de todos, e enquanto os manifestantes corriam e levantavam as mãos eles atiravam. Uma vergonha, Um deles apontou para mim a tal da arma que dispara a bomba de efeito moral, corri e ele disparou em minha direção. A bomba explodiu a poucos metros de mim, sendo que isso já estava no calçadão, bem distante de onde estava acontecendo a marcha. Eles correram atrás de quem podiam e tentaram machucar de fato o maior número de pessoas que conseguiam.
Será que pensaram que no meio dos manifestantes estavam idosos que não podiam correr, havia crianças também e deficientes físicos, mas aí a sociedade fala " se não estivesse lá nada disso teria acontecido" sim, nada teria acontecido , o certo é abaixar a cabeça para o que nos falaram e pronto ? Pode ser que eu esteja errado, mas penso que não. Temos sim que ir para lá e protestar e tentar mudar o que achamos ser errado.
Fui à marcha para lutar pela legalização da maconha, mas saí da marcha com um sentimento de que mais urgente do que a legalização é o fim da polícia militar. Essa instituição tem que acabar. São sádicos armados e com licença para matar, torturar, e fazerem o que quiserem. Creio que exista policial bom sim, mas sinceramente, acho que se conta nos dedos da mão. Nenhum bandido, assaltante ou traficante jamais me apontou uma arma, já a polícia já me apontou inúmeras vezes, e nesse sábado disparou inclusive. Quando isso acontece pode se ver que tem alguma coisa muito errada.
Quem vai vigiar os vigilantes ?  Não dá para aguentar essa polícia que não protege, apenas oprime e rouba. Tenho muita vergonha da polícia do meu país e principalmente do meu estado, mas creio que essa merda existe no mundo todo do mesmo jeito...

Por isso eu falo: Foda-se a polícia! Ela nunca me protegeu, apenas me roubou e agrediu. Foda-se a polícia! Porcos fardados, merecem a morte.
E nessa hora eu penso: eles fizeram isso em plena Vieira Souto, imagina o que eles não fazem dentro das favelas onde ninguém pode vê-los...

Vou deixar um vídeo para quem quiser ver o que aconteceu lá, dá para ver as porradas, os disparos desnecessários e alguns animais quebrando instrumentos musicais.
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ek109dl5FKw


Sei que pouca gente vai ler e menos gente ainda dará importância, mas é necessário ao menos tentar mostrar à população que o que está acontecendo é errado...


Ao lado vê-se o polícial que atirou uma bomba de efeito moral em minha direção...
A insanidade bateu na minha porta, mas agarrei-me às palavras , às lembranças. Me segurei por um tempo...