segunda-feira, 24 de maio de 2010

Simpatia imediata

Temores,amores, rancores
Problemas passados
Persistentes.

Viagens,
Horas passadas no nada
Apenas esperando-a chegar

Conversas,Olhares, semelhanças
Vozes risonhas cantando
O que se passa na cabeça do homem.

Dúvidas, zombarias,
Demonstrações explícitas de amor
Repentina simpatia

Medo,
Não há chances de vitória
É clara a derrota

Esperança,
Até vive, mas se esconde
Está no canto mais sombrio da sala
Esperando uma oportunidade

Há verdades,
Mentiras
Vozes,
Risos,
Lutas,
Olhares
Esperanças
Amores,
Temores,

Mas há você
Com a pele alva
Destacada no branco

E meus olhos,
Fixos nos seus
Pedem calor

3 comentários:

  1. Meu caro amigo, preso no infortúnio perene dos devaneios da paixão.

    ResponderExcluir
  2. Você é gay (não, não é você, Pedro).

    ResponderExcluir
  3. ?? Quem é gay? Quem é você ?

    ResponderExcluir